UFSC sedia evento da Associação Brasileira de Educação Internacional

G:i

 A reunião regional sul da Associação Brasileira de Educação Internacional (FAUBAI) ocorre pela primeira vez na Universidade Federal de Santa Catarina, entre esta segunda e terça-feira, dias 16 e 17 de dezembro. Nesta segunda,o evento reuniu 45 representantes das universidades do sul do Brasil para compartilhar experiências, estratégias e desenvolver a discussão sobre os principais desafios da educação internacional na região.

Compondo a mesa de abertura, ao lado da vice-presidente da FAUBAI, Eliane Segatti, e do reitor Ubaldo Cesar Balthazar, estavam os membros do Comitê de Internacionalização da Universidade: o pró-reitor de extensão, Rogério Cid; a pró-reitora de pós-graduação, Cristiane Derani; o secretário de Relações Internacionais, Lincoln Fernandes; e, representando a Pró-Reitoria de Pesquisa, o professor Armando Albertazzi. O Comitê de Internacionalização é o grupo na UFSC responsável por elaborar e discutir estratégias de promoção de internacionalização na instituição.

“Internacionalização existe com um objetivo”, iniciou o secretário de Relações Internacionais, com a primeira fala da mesa de abertura. O objetivo, segundo o secretário, é criar um contexto de educação de qualidade, desenvolver o ensino, a pesquisa e a extensão a partir da internacionalização dentro do atual contexto político e econômico do Brasil. E são esses desafios o tema principal dos dois dias de reunião regional da FAUBAI, intitulada “Desafios e oportunidades para a Internacionalização da Educação Superior Brasileira”.

O reitor Ubaldo Balthazar, no fechamento das falas da mesa de abertura, ressaltou a importância do desenvolvimento da internacionalização na UFSC, lembrando deste elemento como critério de avaliação dos cursos nos índices do Ministério da Educação e na própria Universidade. Mas criticou como as universidades têm incentivado a produção apenas pela pontuação, e não pelo desenvolvimento das instituições e da comunidade acadêmica. “Eu espero que sejam dois dias de intensas discussões para desenvolvimento de internacionalização da nossa Universidade”, finaliza.

Segundo o diretor da Secretaria de Relações Internacionais, Diogo Robl, internacionalização é muito mais que apenas incentivar e promover o intercâmbio de estudantes da UFSC para fora do país. “A internacionalização é ter, também, uma comunidade capaz de interagir com o mundo globalizado, capaz de ter conexões em pesquisa e extensão… Ela aparece em todas as áreas aqui da UFSC”, explica o diretor. Por esse motivo, a reunião regional sul da FAUBAI traz em sua programação discussões como políticas linguísticas, sobre o contexto da internacionalização da região sul e a internacionalização em tempos de crise política e econômica.

O evento é também uma preparação para a Universidade, que sediará a edição de 2021 da Conferência da FAUBAI. Ainda no período da tarde, o evento conta com a palestra do Rafael Pinto Duarte, consultor no MEC para cooperação internacional para discutir o Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G) a partir das 15h15min.